LÉO VINCEY - POETA,CRONISTA,CONTISTA ,LOCUTOR...


segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

CORAÇÃO PARTIDO,ALMA DILACERADA...

O peito geme e a dor é indescrítível
Por mais que se tente,não há como suportar o terror
O sentir é dolorido e até os anjos pedem à paz favor
A paz não vem e os lábios esboçam um sorriso sofrível

Ah,coração magoado,destruído,feito em pedaços...
De nada adianta implorar.Pra que pedir abraços?
Partido está e em prantos vive...
Com esse sofrimento quem é que sobrevive?!

Os corações que um dia outrora estiveram unidos
Procuram muito se refazer da dor
Sofrem separados e em todos os sentidos

Clamam por alívio,ele não vem e o pavor aumenta...
Os olhos já inchados pela sensação angustiante
Cerram-se ,compadecendo-se do pobre amante.

Um comentário:

  1. karla,pamela,maria,elissandra...23 de maio de 2009 19:58

    esse poema foi nada menos q 7 vzes declamado na sala no trabalho de literatura,os meninos falaram q nós tds estávamos com o coração dilacerado - rsrsrs- mas oq nos chamou atenção aqui foi a força dos versos,dos sentimentos e a profundidade e gente!,qdo a prof foi no ensinar a declamar que nos estavamos fazendo errado né,foi de arrepiar.prof vc foi show e nós ficamos fãs do poeta.

    ResponderExcluir