LÉO VINCEY - POETA,CRONISTA,CONTISTA ,LOCUTOR...


quarta-feira, 17 de agosto de 2011

O QUE É O AMOR?...

O que é o Amor?O que é o Amor?O que é o Amor?...Pergunta constante
Vivo ou vivem a me questionar,é arriscado afirmar,é possível haver dúvida
Mas ao se pensar Nele,é inevitável,há a chance de ser errante
Como posso responder a isso sem receio,ah... o sentir me convida

Tu me olhas querendo uma solução e em mim o medo de decepcionar-te
Muito já te falei de Amor,porém o que é Ele?Não O sei ,apenas sintas
Sinto-O em mim de diversas formas,mutação ambulante,cores distintas
Será assim o Amor?Não me arrisco,dize-me tu,contigo eu só tenho sorte

Se é Amor,és o meu e as muitas palavras que falo ou escrevo fluem
Tal qual o rio que busca o oceano,o que é o Amor?Quem poderá responder?
Muitas frases já criaram,tentando responder,Ele existe e sabe corromper
Encostas o teu rosto no meu ombro,sinta as batidas do coração,elas doem

O Amor tem dor e muito mais,mesmo assim não sei ao certo a resposta coração
Minhas palavras,labirinto em que me perco,tua voz,minha saída...
O que é o Amor?O que é o Amor?Anseio insistente de milhões,talvez andem pelo mundo sem vida
Será o Amor vida?Tudo o que vive é Amor?Como saciar tua dúvida se também é a minha,ser de minha devoção

Não,não posso me atrever a responder,seria incompleta,deixemos que nossa vida responda
Cada casal de enamorado sabe o que quer e para ter a certeza nem a vida inteira
Jamais saberemos o que é o Amor?Quem sabe minha querida,apenas vivamos cada instante,a Morte nos ronda
Enquanto buscamos a resposta,perdemos tempo,ó precioso Tempo,curador das feridas e de minha passagem pela vida ligeira...

Ouço pelo vento que me afaga o rosto uma pergunta,sabes qual é?
Sim,ele me contou o segredo e eu não posso revelá-lo,o mistério continua
Não sou profeta para anunciar a boa nova,nem quero ser,ouso pensar que o Amor é uma questão de fé
A ti me entrego Amor e o compartilho com a amada,deixando minha alma nua...

4 comentários:

  1. "Amor é quando alguém te magoa, e você, mesmo muito magoado, não grita, porque sabe que isso fere seus sentimentos"

    ResponderExcluir
  2. Amor é mais que um estado d'alma,é perdoar quando não se é entendida,é esperar que ele(ela)perceba q vc existe;é ajudar sem esperar recompensa,é estar perto sem exigir nada em troca;é poder falar a qqr hora do dia e da noite;é ficar feliz com o que lhe é dado;é estar junto mesmo q seja por alguns minutos...

    ResponderExcluir
  3. Excelente, professor! É a primeira vez que leio seus poemas e são muito bons, o senhor escreve muito bem e com muita criatividade.
    Parabéns!

    Campelo.

    ResponderExcluir
  4. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Alma de poesia. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir